Direito e Justiça estreia na Rede Central Tv Brasil com apresentação de Debora de Castro da Rocha

Atualizado: 12 de jul.


O programa Direito e Justiça, comandado e idealizado pela Doutora Debora de Castro da Rocha, tem sua estréia marcada para o próximo dia 14 de junho de 2022 às 21h e será transmitido pela Rede Central TV Brasil, canal 525 da net, que inaugura um novo momento na televisão brasileira.


Debora que é advogada, professora e jurista, recebeu com felicidade o convite da emissora que aposta na mesma fórmula de sucesso já adotada em suas colunas de Direito Imobiliário e Urbanístico, nesta e em outras emissoras, pretende trazer assuntos jurídicos de todas as áreas do Direito, de forma leve e descontraída, sem, no entanto, descuidar-se da seriedade e do rigor técnico com que devem ser propostos e tratados todos os temas que serão abordados no programa.


O programa tem como característica e motivação, a facilitação do acesso à informações nem sempre disponíveis, a fim de que o exercício dos direitos dos cidadãos seja cada vez mais efetivo, o que ocorrerá através de entrevistas com profissionais referências em suas áreas de atuação (advogados, professores, juízes, desembargadores, procuradores e membros do Ministério Público) que tratarão de questões com uma abordagem simples, clara e objetiva, sempre voltada as atualidades do Direito, tais como discussões sobre decisões judiciais, legislações, entendimentos dos tribunais e casos hipotéticos que possam de alguma maneira esclarecer os telespectadores sobre as dúvidas envolvendo determinados assuntos jurídicos.


Como imaginávamos, não se trata de mais um programa de tv, mas sim, de um programa inovador, pensado dentro de uma perspectiva que visa na sua essência, a satisfação de direitos constitucionais, os quais sempre buscados pela apresentadora, que tem o Direito Constitucional como uma de suas especialidades, inclusive, de onde se originou esse grande anseio e consequentemente, o projeto de contribuir levando informações relevantes para a sociedade.


Fonte: https://www.clamagazine.com/post/direitoejusticanacentraltv